De repente, aparece uma crescente dificuldade para ler jornais, ver as horas no relógio ou a data de validade dos produtos. E você não está só. Por volta dos 40 anos é normal que todas as pessoas comecem a perder a visão para perto, como parte do processo natural de envelhecimento. Esse fenômeno é conhecido por presbiopia ou “vista cansada”.

No olho humano existe uma lente interna chamada cristalino (gelatinosa e cristalina como água límpida, daí o nome). A ação de um músculo interno do olho, o músculo ciliar, move o cristalino focando os objetos para perto (acomodação) e para longe (relaxamento). Como nossas unhas e cabelos, o cristalino cresce dentro do olho durante toda a vida e, após a idade dos 40 anos, este crescimento atinge níveis que impossibilitam sua completa acomodação, estabelecendo uma presbiopia que avança lentamente, até atingir seu maior grau por volta dos 60 anos de idade.

Fatores de Risco

Alguns fatores de risco favorecem o aparecimento da presbiopia:

  • Idade: todas as pessoas, até os 50 anos, apresentarão algum grau de presbiopia, já que é um processo natural do envelhecimento;
  • Condições de saúde: quadros como anemia, diabetes, esclerose múltipla e doenças cardiovasculares podem aumentar o risco da presbiopia precoce, que ocorre antes dos 40 anos;
  • Medicamentos: antidepressivos, anti-histamínicos e diuréticos também podem aumentar chances de presbiopia precoce.

Além disso, mulheres, pessoas com dieta não balanceada e quem já fez alguma cirurgia intraocular também são mais suscetível ao quadro.

Sintomas de Presbiopia

Entre os sintomas da presbiopia, temos:

  • Dificuldade em enxergar letras e imagens muito pequenas de perto;
  • Visão borrada ao ler algo na distância normal;
  • Dores de cabeça ou fadiga após tarefas que envolvem a visão de perto;
  • Precisar de mais luz ao executar atividades que envolvem a visão de perto;
  • Necessidade de afastar algo que se está lendo.

Diagnóstico e Exames

É importante buscar um especialista quando os sintomas da presbiopia começam a atrapalhar seu dia a dia.

Especialistas que podem diagnosticar a presbiopia são: Optometristas e Oftalmologistas em clínicas, consultórios e hospitais.

Na consulta

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram;
  • Histórico clínico incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos e/ou suplementos que  tome com regularidade.

O especialista poderá fazer uma série de perguntas, tais como:

  • Quando você começou a apresentar estes sintomas?
  • Seus sintomas são contínuos ou ocasionais?
  • Quão severos são seus sintomas?
  • O que parece melhorar os sintomas?
  • E o que parece piorá-los?
  • Você usa muito a visão de perto em quais atividades e/ou lê muito?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Presbiopia

A presbiopia é diagnosticada em um exame visual completo, que testará a acuidade visual do paciente, capacidade acomodativa (habilidade de adaptar-se a mudanças de foco de visão), problemas refrativos ( miopia, hipermetropia e astigmatismos), as condições dos músculos oculares, dentre outras estruturas oculares como córnea, íris, cristalino e retina.

Tratamentos Convencionais para Presbiopia

Consiste em uso de lentes mais positivas (convergentes) para perto levando em consideração outros problemas refrativos preexistentes, podendo ser compensados com uso de:

  • Óculos com lente para perto (meia armação), lentes bifocais ou multifocais;
  • Lentes de contato, bifocais ou multifocais;
  • Monovisão: Correção de um olho para longe e o outro para perto (com lentes de contato).

Complicações possíveis

Caso a presbiopia não seja tratada, a visão se degradará gradualmente, o que pode atrapalhar o dia a dia e o trabalho, além de aumentar as chances de ter dores de cabeça, entre outros sintomas.

Presbiopia tem cura?

Com o diagnóstico precoce é possível compensar a presbiopia e fazer com que o problema não afete seu estilo de vida. Em geral, a correção estabiliza por volta dos 60 e poucos anos.

Prevenção

A presbiopia é um problema natural do envelhecimento e não pode ser prevenida, pelo menos após os 40 anos.

 

Deixe uma resposta